Antivírus com VPN: o que é isso?

Considerando que a proteção de computadores e dispositivos móveis contra os ciberataques está cada vez mais em voga, é imprescindível ficar atento a quais são as soluções disponíveis para que não seja prejudicado por tais ações. Diante das opções oferecidas no mercado, confira o que é antivírus com VPN.

A importância de um antivírus

O antivirus se tornou um item indispensável visto que os criminosos estão agindo de formas cada vez mais sofisticadas. Hoje, além de prejudicar a lentidão dos dispositivos móveis, eles roubam dados bancários, e também podem resetar a sua máquina ou rede fazendo com que todas as informações sejam apagadas.

Vantagens de usar antivírus com VPN?

O Virtual Private Network popularmente conhecido como VPN, trata-se de uma forma de conectar dois computadores através de uma rede pública, como é o caso da internet. Essa infraestrutura da internet facilita a conexão de redes distantes e remotas, por essa razão, são utilizadas por grandes empresas quando há a prática de home office, por exemplo. 

Um antivírus com VPN garante a sua privacidade, uma vez que realizam a criptografia de todo o tráfego na internet, e, além disso, são capazes de criptografar toda a atividade de navegação. Para usufruir de tais benefícios, o recomendado é que invista em um serviço de VPN premium, pois somente dessa forma você conseguirá garantir a privacidade de senhas, e-mails e arquivos.

A utilização de um antivírus com VPN impossibilita a visualização de todos os dados por conta da criptografia, e impede o roubo de identidade, a partir da constate examinação que impedem a ação de software maliciosos.

Softwares de empresas especialistas

Para que você escolha um software de empresa especialista é necessário assegurar que a sua privacidade, bem como a de seus aparelhos estejam garantidas independentemente da sua navegação. 

Isso é possível a partir da criptografia AES de 128 ou 256 bits, assim como a acessibilidade da VPN de alto desempenho (mesmo com jogos pesados, conteúdo streaming etc), facilidade de uso até para as pessoas que não tem conhecimento técnico a respeito – por isso o suporte é fundamental, e é claro, o custo-benefício com um serviço acessível.

História do antivírus 

Agora que você sabe a importância do antivírus, e especialmente sobre sua variação com VPN que traz ainda mais segurança para sua máquina, é hora de testar os seus conhecimentos a respeito dessa criação. Afinal, você sabe como, e porque o antivírus surgiu?

A década de 80 foi marcada pela popularização dos computadores, e foi justamente nesse período que o primeiro vírus surgiu. Diferente de como “conhecemos os vírus” hoje, lá atrás ele era utilizado apenas para causar incômodo durante a navegação do usuário. 

O primeiro que se tem conhecimento foi criado por Richard Skrenta e mostrava um poema a cada 50 reinicializações dos computadores infectados. Inofensivo, não é mesmo?

A partir dessa primeira aparição – por assim dizer – que em 1984 nasceu a expressão “vírus informático”. O termo criado em um estudo de Frederick B. Cohen trouxe a definição de que se trata de um “programa capaz de infectar outros programas, modificando-os de modo a incluir-lhes uma cópia evoluída de si mesmo.”

Apesar do vírus, inicialmente ser inofensivo, o cenário mudou o 1989. Isso porque os malwares começaram a causar danos não apenas à rede doméstica de computadores, mas também para os ambientes corporativos. 

Foi a partir daí que eles passaram a perceber, de fato, o potencial que tinham em mãos não apenas para gerar incômodos, mas de disseminar o caos. Com o tempo, as atividades – por assim dizer, ficaram mais sofisticadas. Considerando os ataques causados por cibercriminosos, as empresas responsáveis pela criação e instalação de antivírus tiveram que criar soluções mais robustas para garantir a segurança das máquinas.

Por essa razão que hoje existem tecnologias compatíveis com os mais diferentes tipos de sistemas operacionais, que fazem a detecção de hackers, permitem a realização de compras e use o banco online com segurança, assim como o armazenamento de senhas sem o risco de que tais informações sejam roubadas, e também a criptografa imagens, entre outros, sem prejudicar a usabilidade da máquina.