Está com vontade de comer carne suína, mas não sabe bem como escolher a melhor? Confira abaixo os principais tipos de cortes suínos e dicas de como preparar um delicioso churrasco e refeições saudáveis para o dia a dia!

A carne de porco é a mais consumida no mundo inteiro, com cerca de 40% do consumo per capita mundial, segundo levantamento feito pelo National Pork Board, programa patrocinado pelo Serviço de Marketing Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Não é à toa, já que são cortes macios, saborosos, suculentos e nutritivos. Além disso, são versáteis, sendo excelentes para grelhar, cozinhar ou assar. Mas você sabe quais são os principais cortes de carne suína?

Tipos de cortes suínos 

Aliando sabor, maciez, praticidade e qualidade, a carne suína possui uma grande variedade que vale a pena experimentar. Sejam cortes suínos para churrasco ou para o dia a dia, conheça os principais tipos abaixo!

1. Panceta 

O corte da panceta suína tem origem italiana, corresponde a uma porção obtida da barriga do porco (de onde também conseguimos o icônico bacon). A panceta é um corte seco, curado com sal, pimenta e outras especiarias, mas não é defumado como o bacon. 

A panceta suína é ideal para ser preparada tanto como prato principal quanto como um acompanhamento ou entrada perfeita para churrascos aos finais de semana.

2. Porchetta

A porchetta suína também é um corte suíno nobre e “carnudo” da barriga do porco. Como diferencial, a carne possui uma amarração artesanal feita após ser desossada. Ela é enrolada em sua própria pele, na forma de uma manta que deixa a peça com uma aparência de rocambole. 

Trata-se de um corte suíno muito crocante por fora (ideal para pururuca) e suculento por dentro. Ou seja, é um corte suíno especial para quem deseja uma verdadeira experiência gastronômica em seu churrasco.

3. Costela

O popular corte de costela suína conta com a parte mais nobre, suculenta e “carnuda” da costela. Quando acompanha a pele, fica ainda melhor por também permitir o preparo de uma pururuca. É um tipo de corte suíno que provém da porção da lombar do porco, próximo de onde começa o peito e até a sua região traseira.. 

A costela suína é indicada para qualquer tipo de churrasqueira e, como não poderíamos deixar de mencionar, fica perfeita no preparo de uma saborosa costelinha ao molho barbecue.

4. Bisteca

Não há dúvidas de que a bisteca é um dos cortes suínos mais tradicionais, combinando com inúmeras receitas para o dia a dia. A peça é retirada do lombo central do porco, uma região muito macia e suculenta. A bisteca pode ser preparada tanto na grelha, quanto na frigideira ou no forno mesmo. 

5. Filé Mignon

Assim como o corte bovino, o filé mignon suíno também não deixa a desejar em questão de maciez e sabor. Extraído do lombo do porco, é um corte suíno nobre, com baixo teor de gordura e, ao mesmo tempo, de excelente custo-benefício para preparo de medalhões ou bifes.

6. Pernil

O pernil suíno é a perna do animal, excelente para servir em forma de bifes e um maravilhoso corte suíno assado. Já é uma carne bem famosa em churrascos, inclusive por incluir outros cortes, como coxão duro, patinho, ossobuco, maminha, picanha e a alcatra suína.

7. Lombo

O lombo, também chamado de lombinho de acordo com o corte da peça, pode ser considerado uma carne nobre também, mas é preciso se atentar para os diferentes tipos de cortes suínos de lombo.

8. Copa Lombo

O copa lombo também é conhecido como sobrepaleta e provém de uma região diferente do lombo tradicional. É um corte especial, com bastante gordura entremeada à carne (marmoreio), o que oferece maciez e sabor deliciosos para preparar na grelha, na churrasqueira ou mesmo na panela.

9. Picanha

Enquanto a versão bovina já é tradição nos churrascos brasileiro, a picanha suína vem ganhando cada vez mais espaço de quem deseja inovar. Sua suculência e sabor diferenciado garantem uma experiência à altura de um churrasco especial. 

E assim como outros temperos para cortes suínos, a versatilidade da picanha permite uma combinação de dar água na boca. Além disso, não precisa se intimidar em seu preparo, já que também pode ser feita no forno!

10. Alcatra

A alcatra suína é uma das preferências de grande parte da população brasileira para refeições simples durante a semana, em especial por ser uma carne magra. Seja cortada em bifes, cubos ou tirinhas, o segredo do preparo da alcatra é não deixar passar demais do ponto, evitando perder sua umidade e suculência.

11. Maminha

A maminha é um corte suíno que provém do pernil do animal e é mais uma opção para ser preparada na churrasqueira ou em bifes na frigideira. É um corte excelente para refeições no dia a dia, combinando com acompanhamentos para pratos mais leves.

12. Fraldinha

A fraldinha suína é um corte naturalmente suculento e que merece atenção nesta lista. Embora ainda não tenha caído nas graças do paladar brasileiro, é uma excelente alternativa para churrascos, mas também merece destaque no preparo de um corte suíno assado delicioso, ainda mais quando recheado.

13. Coxão mole e coxão duro

Tanto o coxão mole quanto o coxão duro são peças provenientes do lombo suíno. A sua principal característica é a textura das carnes, que as fazem ser cortes suínos tão nobres quanto a alcatra.

Assim como outros cortes, o coxão mole e o coxão duro são versáteis e oferecem diversos modos de preparo para as refeições no dia a dia dos brasileiros. No caso do coxão duro, seu grande diferencial é que, apesar do nome, continua sendo um corte tenro, assim como a maioria dos tipos de carnes suínas. 

14. Pé

O corte de pé suíno costuma ser consumido em feijoadas por aqui, mas as alternativas de preparo podem ir muito além. Na gastronomia europeia é uma carne muito utilizada em preparos mais sofisticados. Na Itália, por exemplo, é comum servir o corte recheado.

15. Suã

Suã é uma peça que se encontra entre a costela e o lombo suíno. O corte possui um sabor intenso e bastante agradável, não é por menos que faz sucesso em pratos típicos de Minas Gerais, Goiás e algumas cidades no interior de São Paulo. 

16. Ossobuco

Retirado do pernil suíno, o ossobuco é um corte macio e com sabor surpreendente ao ser assado ou cozido. Assim como na versão bovina, ainda é uma carne com muito potencial a ser explorado na gastronomia brasileira.

17. Paleta

A paleta suína equivale à porção dianteira do pernil. Embora possa ser encontrada desossada, o corte suíno deve ser servido com o próprio osso para preservar sua principal característica: o seu inigualável sabor. O preparo versátil na brasa, no forno ou frigideira o faz ser perfeito para as refeições do dia a dia.

18. Rabo

Também não poderíamos deixar o rabo suíno de fora desta lista de cortes de porco. Ele também faz parte dos ingredientes da clássica feijoada brasileira.

19. Joelho

Mesmo sendo uma carne saborosa e muito utilizada em receitas de cortes suínos na Alemanha, o joelho de porco ainda precisa ser “descoberto” pelos paladares brasileiros.

Sua forma de preparo talvez seja uma dificuldade na valorização do corte, pois para ficar bem saboroso precisa ser cozido em água e depois finalizado no forno para dourar. Outra opção é consumi-lo defumado.

20. Orelha

A orelha de porco é outro corte que costuma ser ingrediente das clássicas feijoadas brasileiras. No entanto, também pode ser preparado cozido ou frito (fica super crocante!).

21. T-Bone

Assim como o t-bone bovino, a sua versão suína contém uma porção de filé mignon e contrafilé no mesmo corte, separados por um osso em formato de T. Ou seja, é uma combinação que garante maciez e sabor marcante. O t-bone suíno pode ser preparado em churrascos, grelhados ou no forno.

22. Ribeye

O corte suíno ribeye é a porção mais macia extraída da costela do animal. A carne fica excelente quando preparada na frigideira ou na grelha, independente do tempero para cortes suínos que utilizar.

23. Carré

Para finalizar a lista, incluímos também o carré suíno, proveniente do lombo e do suã. É um corte que brilha na churrasqueira, forno ou panela de pressão graças a seu sabor particular. Quando preparado no forno, a sugestão é usar papel celofane para preservar sua incrível suculência.

Como fazer corte suíno para churrasco?

 Agora que você conhece os principais tipos de cortes suínos, que tal aprender como preparar uma opção deliciosa em sua churrasqueira?

Por isso, escolhemos a costela suína para o preparo da icônica costelinha ao molho barbecue. Confira abaixo a receita com este delicioso corte suíno!

Ingredientes

  • 1 peça de costela suína;
  • Molho barbecue;
  • Sal e pimenta a gosto;
  • Alho em pó a gosto (opcional).

Modo de Preparo

  1. Comece temperando a costela suína com sal e pimenta a gosto (o alho em pó ou outros temperos são opcionais);
  2. Em seguida, pincele a carne com o molho barbecue caseiro (somente a carne, não pincele os ossos);
  3. Agora leve a costelinha para uma bandeja e a enrole com cuidado em papel celofane, que irá manter o calor e a umidade do corte suíno;
  4. Coloque a costelinha na churrasqueira em fogo médio, a 70-90 cm de distância e com os ossos virados para baixo;
  5. Tenha paciência no preparo, pois o corte deve permanecer na grelha durante 3 a 4 horas;
  6. Após este tempo, retire o corte suíno da churrasqueira para pincelar um pouco mais de molho barbecue;
  7. Volte a costelinha para grelha por mais uns 10 minutos para dourá-la;
  8. Por fim, a sua costelinha suína com molho barbecue deve estar suculenta e pronta para consumo.

Receitas com cortes suínos

Para não te deixar na mão, também separamos algumas outras sugestões e dicas de receitas com cortes suínos que você pode aproveitar para se inspirar no preparo de sua próxima refeição ou churrasco.

  • Lombo suíno na cerveja;
  • Bife a rolê com coxão mole;
  • Hambúrguer suíno de costela;
  • Espetinhos de paleta;
  • Carré francês recheado com azeitonas;
  • Pancetta com salada de batata.

O tempero de cortes suínos podem ser tanto tradicionais quanto mais elaborados, como combinações de ingredientes que oferecem sabores cítricos ou agridoces, de acordo com a sua preferência.

Já em relação aos acompanhamentos, não há segredo para ótimas combinações.. Os principais tipos de cortes suínos harmonizam muito bem com legumes, farofas, risotos e massas, por exemplo.

Onde comprar cortes suínos em SP?

Você pode comprar cortes suínos online no Empório 481. Garanta a qualidade de suas carnes suínas e peça sem sair de casa para recebê-las por delivery com entrega no mesmo dia para a Grande São Paulo ou sob agendamento, de acordo com sua preferência.

Quando falamos de negócios, várias são as técnicas que devem ser aplicadas para que o processo comercial traga bons resultados. Entre todas elas, porém, saber qual a importância da comunicação no processo de venda é uma das mais importantes.

Conhecer o mercado em que está atuando, saber exatamente qual o seu público-alvo, são pontos muito importantes, mas de nada adianta saber tudo isso e pecar na hora de abordar e se comunicar com seu cliente ou colaborador. 

Por isso, saber qual a importância da comunicação no processo de vendas é algo inerente a todo profissional, visto que uma comunicação eficaz é a base de todo o processo comercial

Portanto, se você está enfrentando dificuldades nesse aspecto, e quer melhorar a comunicação no processo comercial da sua empresa, veja algumas dicas eficientes abaixo. 

Qual a importância da comunicação no processo de venda? 

Antes de falarmos sobre as dicas para melhorar esse aspecto, vamos entender qual a importância da comunicação no processo de venda?

Não dá para negar que a comunicação no meio corporativo é a base para todas as relações, sejam internas da organização ou com o cliente. 

Essa última, e especial, pode ser muito decisiva para levar um lead por todas as etapas do funil de vendas e chegar na conversão.

E, além disso, é muito importante saber o que e como falar em cada uma das fases, conforme o relacionamento que o consumidor tem com sua empresa. 

Por exemplo: se no topo do funil a ideia é atrair, a empresa deve se comunicar como um especialista no mercado de atuação. 

Já, no fundo do funil, quando o lead está quase se tornando um cliente de fato, a comunicação persuasiva pode ser muito interessante para estimular a conversão. 

Por isso, mais do que saber qual a importância da comunicação no processo de vendas, é indispensável que a empresa continue otimizando e melhorando os mecanismos comunicativos utilizados no contato com os consumidores. 

Para ajudar nesse processo, confira abaixo algumas dicas para aprimorar a comunicação com o cliente desde o primeiro contato até a etapa de pós-venda. 

4 maneiras de melhorar a comunicação da sua empresa

Agora que você já entende qual a importância da comunicação no processo de venda, já deve estar pensando se a comunicação da sua empresa está alinhada com o público-alvo e com o que quer transmitir, certo?

Então, confira abaixo algumas dicas de como melhorar o processo comunicativo da sua organização para conquistar cada vez mais resultados positivos. 

1. Certifique-se de que estão falando “a mesma língua”

Mesmo que de fato você, sua equipe e cliente estejam literalmente falando a mesma língua, não quer dizer que estejam realmente estejam se entendendo. 

Afinal, você pode até não acreditar, mas o seu jeito de falar pode dificultar tanto o processo comercial como o relacionamento com a equipe de vendas. 

Por isso, é importante se atentar a maneira de falar, o tom de voz, e até o tipo de linguagem usada na escrita, pois tudo isso pode afetar o sucesso de um entendimento.

Por exemplo, você pode estar acostumado a falar rápido, mas está tratando um assunto mais complexo com cliente, pode dificultar o entendimento. Ou até mesmo soar rude.

Desse modo, é preciso entender qual a ocasião e com quem está falando para garantir que a comunicação seja a mais clara, eficiente e inclusiva possível. 

2. Atente-se a sua linguagem corporal

A forma como sentamos, gesticulamos e nos comportamos durante uma conversa pode falar muito sobre nós.

Afinal, não é à toa que a linguagem corporal também é entendida como uma forma de comunicação.

Por isso, se sua empresa atua de forma presencial, com consultores comerciais na rua, é muito importante que você entenda qual a importância desse tipo de comunicação no processo de venda.

Manter contato visual, por exemplo, é uma forma de expressar que se tem interesse no que a outra pessoa está falando. Mostra empatia e deixa o locutor mais confortável.

3. Mantenha uma comunicação relevante como cliente

Depois que você entende qual a importância da comunicação no processo de venda, sabe que manter uma comunicação direta e relevante com o cliente é muito importante.

Lembre-se que toda ação tomada no processo de vendas deve ser estratégico. Por isso, mandar mensagens ou ligar para um cliente somente para dar um bom dia pode não ser assim tão interessante.

Quando se fala sobre qual a importância da comunicação no processo de venda, especificamente com o cliente, não perca tempo com trivialidades. 

Planeje follow ups estratégicos para manter o contato, mas com um propósito de fazê-lo caminhar pelo funil de vendas.

Ao final de cada contato, evidencie a importância de continuar a conversa e marque uma data para retorno. Mostrando assim que você estará sempre aberto para atender suas demandas, facilitando e viabilizando a fidelização.

No vídeo abaixo, do canal do Youtube do Agendor, você pode conferir algumas dicas práticas de como fazer bons follow ups com os clientes:

https://youtu.be/118Rrr2loJI

Este artigo foi escrito por Júlio Paulillo, Co-founder e CRO do Agendor, uma plataforma de CRM que atua como um assistente pessoal para equipes de vendas, dando visibilidade e controle na gestão desde o primeiro dia de uso.

Como gerir uma equipe de atendimento para a alta performance?

O sonho de toda empresa é contar com uma equipe de atendimento de alta performance, para que os resultados do negócio sejam sempre positivos e de qualidade. Mas como conquistar a “equipe dos sonhos”?

Todos sabemos a importância de um bom líder na gestão de equipes, principalmente quando consideramos ele como o responsável por transmitir os valores e competências que o empreendimento busca em seus colaboradores, e será que ter um gestor de qualidade é suficiente para o sucesso?

É muito importante lidar com o dream team dos funcionários, mas é indispensável considerar outras características capazes de melhorar a gestão de equipes e também elevar o nível de excelência no atendimento, e são sobre essas particularidades que falaremos neste conteúdo. Aproveite o aprendizado!

Quando uma equipe de atendimento é considerada de alta performance?

Uma equipe de atendimento é considerada de alta performance quando todos os profissionais envolvidos no suporte de consumidores tem foco em desenvolver suas atividades prezando pelo engajamento e alta competência. 

Essa equipe geralmente trabalha em sintonia e sempre alinhada, somando as qualidades individuais em uma mistura de conhecimento capazes de fortalecer o desenvolvimento e a excelência de todos.

As principais características das equipes de atendimento com alto desempenho são:

Como ser um bom gestor de equipes?

É fundamental que o responsável pelo gerenciamento de equipes compreenda seu perfil de liderança e a grande responsabilidade que tem, pois, só assim criará estratégias de atendimento voltadas para o Customer Success focadas na retenção de clientes.

Algumas formas para que um líder consiga transformar sua equipe de atendimento e obter bons resultados são:

  • conhecendo bem o produto e serviço que oferece;
  • conhecendo todos os membros da equipe;
  • fortalecendo a cultura do feedback;
  • estabelecendo metas possíveis;
  • sabendo lidar com os conflitos;
  • valorizando os agentes de atendimento;
  • dentre outras formas.  

Nova realidade: a gestão de equipes remotas 

A pandemia do COVID-19 acelerou a prática do trabalho remoto, e como mostrou o relatório CX Trends 2021 da Zendesk, 50% das equipes passaram a atuar de forma totalmente remota, tornando a discussão sobre a gestão dessas equipes algo atual.

Os principais desafios da gestão de equipes remotas estão em manter uma comunicação eficiente, mensurar a produtividade dos colaboradores, saber lidar com as questões emocionais motivadas pelo momento e, ao mesmo tempo, não perder a cultura organizacional da empresa. 

Avaliando esses desafios, é importante que ao gerenciar uma equipe à distância, as lideranças considerem:

  • criar um bom plano de ação;
  • estabelecer as prioridades e responsabilidades de cada colaborador;
  • ser transparente;
  • promover o engajamento;
  • dar feedbacks em grupo e individuais;
  • e utilizar uma boa plataforma de gerenciamento de atividades.

5 dicas para melhorar a performance da equipe de atendimento?

As empresas já se preparavam para mudanças de comportamento, tanto internas como externas, mas essas modificações foram aceleradas por uma pandemia, que fortaleceu a necessidade da gestão de equipes remotas de qualidade, a fim dos agentes de atendimento se manterem em alta performance.

Para que essas transformações não sejam vistas como problemas para os gestores, veja a seguir algumas dicas que ajudaram as lideranças a se tornarem mais flexíveis e resilientes.   

  1. Tenha um plano de ação

O plano de ação é vital na tomada de qualquer decisão em uma organização, essencial para o gerenciamento de equipe de atendimento, principalmente quando essa equipe atua remotamente.

Com esse planejamento, a empresa consegue determinar suas metas e objetivos, quais tarefas precisam ser executadas e quais os prazos — curto, médio ou longo — quais as responsabilidades de cada colaborador, dentre outras informações. 

  1. Treine sua equipe

Treinamentos são essenciais para o bom desenvolvimento de qualquer profissional, por isso, é necessário que o gestor observe o momento certo de investir no treinamento da equipe de atendimento ao cliente, principalmente quando a intenção da empresa for aumentar o desempenho dos colaboradores. 

Funcionários bem treinados tendem a gerar resultados mais expressivos, além disso, essa é uma forma de desenvolver habilidades como empatia, inteligência emocional e argumentação em agentes com baixo desempenho.

  1. Promova o engajamento

Funcionários engajados tendem a alcançar melhores resultados, pois, graças as boas experiências vivenciadas em equipe, esses colaboradores se tornam muito mais produtivos e motivados.

Existem muitas formas de promover o engajamento, os treinamentos são uma dessas, portanto, alinhar duas das nossas dicas pode ser uma maneira de potencializar ainda mais o desempenho de uma equipe de atendimento.

  1. Estabeleça metas reais

Todo profissional gosta de ser retribuído por sua boa atuação, seja por meio de elogios, gratificações, folgas, dentre outras formas. Porém, quando o colaborador percebe que uma meta é impossível de ser atingida, isso afeta sua performance.

O bom gestor de equipes observa com atenção quais as prioridades de cada setor e a partir disso cria estratégias para melhorá-las, incentivando os agentes com metas possíveis, a melhorar os resultados e a qualidade do atendimento. 

  1. Use um sistema de atendimento 

Uma boa gestão de equipes vai além da disponibilização de treinamentos e bonificações por desempenho, a empresa precisa oferecer as ferramentas adequadas para que o trabalho dos profissionais sejam bem feitos.

Seguindo o fluxo de atendimentos mais humanizado e ágeis, contar com a tecnologia pode ser um meio de ampliar os resultados de uma equipe de atendimento, principalmente quando a ferramenta usada for uma plataforma de atendimento ao cliente, que melhore:

  • a integração das informações;
  • a geração de tickets;
  • a automação de gatilhos, como respostas automáticas;
  • o portal de atendimento;
  • dentre outras características.

Portanto, pesquisar uma plataforma automatizada que auxilie no relacionamento da empresa com os consumidores, e também fortifique os resultados da equipe de atendimento, pode ser essencial na hora de gerir o suporte para alcançar a alta atuação. 

Esse artigo foi escrito pela Zendesk, empresa responsável pela criação de softwares de suporte, vendas e engajamento que têm o objetivo de melhorar o relacionamento de empresas com seus clientes

É verdade que antibiótico mancha os dentes? Muitas pessoas acreditam que o uso desses medicamentos pode acabar danificando as estruturas dentais, deixando os dentes mais fragilizados ou até alterando a aparência e a cor do sorriso.

No entanto, o uso desse remédio é essencial para o controle e o extermínio de infecções bacterianas que causam consequências severas na saúde geral dos pacientes, como a:

  • Pneumonia;
  • Tuberculose;
  • Meningite;
  • Infecções em machucados ou queimaduras;
  • Difteria.  

Essas doenças, que antes eram muito difíceis de controlar e potencialmente letais, são hoje facilmente tratadas com o auxílio desses compostos. Mas, para tanto, essas substâncias podem ser bastante fortes, causando efeitos adversos – como todos os tipos de remédios.

Entre as reações mais comuns estão os distúrbios gástricos, as infecções vaginais, a diarreia e o advento de reações alérgicas, em alguns pacientes. 

Contudo, como existem diversos tipos de antibióticos, cada um deles diferem de origem, de tipos de bactérias que combatem e dos efeitos que têm no organismo.

Mas, afinal, algum desses fármacos pode prejudicar a aparência ou a saúde oral?

Antibióticos mancham os dentes?

A resposta para essa pergunta é sim e não. Como dito anteriormente, existem muitos tipos de antibióticos e todos esses remédios são organizados em cerca de 14 classes. 

No entanto, apenas uma dessas categorias tem a capacidade de interferir na composição dental.

Assim, somente os medicamentos à base de tetraciclina – quando não administrados corretamente ou quando o tempo do tratamento não é respeitado – podem danificar o esmalte dentário, enfraquecendo as estruturas e causando manchas ao sorriso.

Por isso, o uso desse tipo de medicamento deve ser muito bem acompanhado por dentistas – que podem ser acessados por meio dos beneficios plano odontologico empresas –, para garantir a segurança e impedir o acometimento dos problemas estéticos.

Mas, ainda sim, esse não é um problema que deva preocupar os adultos que precisam utilizar esse tipo de fármaco. 

Isso porque, os efeitos adversos na cavidade oral tendem a acontecer apenas enquanto os dentes estão em desenvolvimento, ou seja, durante a gestação – por volta do quarto mês – até os doze anos de idade.

E mesmo nesses cenários, devido ao entendimento quanto ao risco da administração desse remédio no público infantil, é comum que os pediatras evitem a prescrição do antibiótico, optando por outras classes que possuem efeitos semelhantes.

De qualquer forma, o investimento em um plano odonto pme pode viabilizar consultas de acompanhamento com um dentista especializado. 

Seja no atendimento infantil ou na realização de um pré-natal odontológico, que poderá auxiliar no caso das gestantes que precisam do uso deste medicamento.

É possível reverter os danos nos dentes?

Quando a tetraciclina é consumida pelas crianças, essa substância tende a se acumular na superfície dos dentes, tanto na dentina quanto no esmalte dentário. 

Assim, se o remédio for utilizado por muito tempo – dependendo das dosagens –, o composto pode causar a pigmentação da área.

No entanto, se esses efeitos ainda forem incômodos ou desconfortáveis para os pacientes durante a vida adulta, é possível corrigi-los com o auxílio de um plano odontologico para cnpj ou através de consultas particulares com um profissional qualificado.

As melhores formas de tratar as manchas dentárias provocadas pela tetraciclina, são:

Clareamento dental

O clareamento dental é uma técnica que consiste na aplicação de um gel à base peróxido de hidrogênio ou de carbamida, que vai agir no esmalte dentário e nas camadas mais internas do dente, desfazendo as moléculas de pigmento ali depositadas.

Esse procedimento, ainda que seja muito efetivo para a coloração originada pelo tabaco ou pela alimentação, apresenta uma limitação no caso do antibiótico.  

Assim, não é possível garantir que o paciente tenha os dentes completamente clareados ou que a duração dos efeitos sejam tão duradouros.

O prognóstico tende a ser mais favorável apenas para os manchamentos de grau I ou II, onde a coloração se dá em espaços alternados. 

Normalmente, o convenio odontologico empresarial não cobre esse tipo de tratamento, mas isso também varia de acordo com o plano de cada titular.

Lente de contato dental

Nos casos onde o escurecimento dental se dá em faixas mais extensas, como nos graus III e IV, além do clareamento, o paciente pode precisar realizar outros tipos de tratamentos restauradores, como a aplicação da lente de contato dental ou as facetas acrílicas comuns.

Esses procedimentos complementares – ainda que não costumem ser aceitos pelos planos odonto empresarial –, consistem na confecção de lâminas finas ou ultrafinas de porcelana, que serão fixadas ao redor dos dentes naturais.

Desta forma, o dentista é capaz de cobrir os danos causados no dente original, controlando a tonalidade, cor, tamanho, espaçamento, quebras e trincos que podem ser causados por diversos motivos distintos.

Como esse tipo de intervenção estética tem um efeito permanente, é sugerido que o paciente só opte por essas soluções apenas quando não há prospecção de melhora através das técnicas menos invasivas. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

A eficiência energética estabelece a relação energética ideal entre as necessidades do edifício (iluminação, ventilação, aquecimento e / ou ar condicionado) e a energia necessária para as satisfazer. No caso dos sistemas de ventilação (dutos de ventilação), a relação entre o investimento inicial e o retorno econômico pela economia de energia produzida é particularmente interessante.

Nós fornecemos uma análise dos sistemas de ventilação mecânica mais populares com base em seu impacto na eficiência energética. 

Demanda de energia: como a ventilação influencia o consumo de energia?

As condições de temperatura e umidade interna dos edifícios são definidas de acordo com as condições de uso e o tipo de construção. A energia que teremos que implementar para manter esses espaços dentro desses parâmetros é chamada de necessidade energética do edifício em relação ao seu condicionamento térmico.

Sistemas de ventilação para eficiência energética

Atualmente, os padrões de referência para o projeto de edifícios e suas instalações visam criar edifícios com consumo quase zero (NZEB). Para obtê-los, estratégias passivas (orientação do edifício, isolamento térmico da envolvente) devem ser implementadas, em primeiro lugar. Conduzem a uma redução da procura térmica e energética e ao mesmo tempo promovem a obtenção de condições adequadas de conforto interior.

Nesta fase, os sistemas de ventilação natural (janelas que abrem) não permitem um controlo adequado da entrada do ar exterior , sendo impossível saber se os fluxos de ventilação são inferiores ou superiores aos realmente necessários para garantir as necessidades do ambiente interior. Fluxo de ar insuficiente tornará o ambiente interno insalubre, enquanto fluxo de ar excessivo resultará em um alto impacto de energia, ao mesmo tempo cancelando os esforços feitos por outras estratégias bioclimáticas e de isolamento.

No entanto, é essencial ser capaz de controlar a introdução de ar externo. Desta forma, podemos garantir a qualidade do ar interior e controlar o consumo de energia necessária para aquecimento ou ar condicionado. A melhor opção continuam a ser os sistemas de ventilação mecânica, que garantem a renovação do ar necessária e o conforto interior dentro de um padrão exigente em termos de eficiência energética.

Sistemas de ventilação mecânica de fluxo único

Esses sistemas podem ser classificados em sistemas de ventilação de fluxo único a vácuo e de sobrepressão SF (ventilação positiva). Os primeiros são os mais difundidos, uma vez que permitem um melhor controle da distribuição dos fluxos de ar e também garantem o cumprimento mínimo da regulamentação em vigor na maioria dos países da UE.

Nestes sistemas, a extração do ar viciado interior é efectuada por meio de uma unidade de extracção ou extractor de baixíssimo consumo ligado às aberturas ou grelhas de extracção por uma rede de condutas.

Devido ao vácuo gerado no interior da casa, a entrada do ar exterior é feita através de grelhas fixadas na caixilharia ou na fachada. Este sistema de ventilação não possui filtros, pelo que o ar exterior entra na casa com a mesma concentração de partículas que existem no exterior e à mesma temperatura.

Em termos de regulação, esses sistemas podem ter elementos fixos de regulação de fluxo (respiros e elementos auto ajustáveis) ou ter elementos de controle e regulação mais precisos, como detectores de umidade, pressão ou dióxido de carbono, que permitem que as taxas de fluxo sejam ajustadas sob demanda a qualquer momento, pressupondo uma economia no aquecimento ou ar condicionado e uma melhoria na eficiência energética da casa.

Porém, o ar externo introduzido pode não estar na temperatura interna desejada, o que acarretará em um maior gasto energético para seu condicionamento, seja para aquecê-lo ou resfriá-lo.

Sistemas de ventilação de alta eficiência ou fluxo duplo

Este sistema representa uma melhoria em relação ao sistema anterior, embora o princípio de funcionamento da ventilação seja o mesmo: aspirar ar limpo do exterior e extrair o ar viciado do interior.

O sistema de extração irá captar o ar preferencialmente nas áreas mais úmidas, enquanto a introdução do ar limpo, após a filtração para remoção das impurezas, se dará pelos locais secos. O ar externo, antes de ser introduzido no ambiente interno, passa por uma unidade de recuperação de energia, na qual ocorre a transferência de calor com o ar interno, que já foi condicionado à temperatura interna desejada.

Esta estratégia garante a ventilação e minimiza significativamente a demanda de energia para aquecimento ou ar condicionado, sendo um sistema muito eficiente em termos energéticos.

A estanqueidade do edifício como um todo é essencial para o bom funcionamento dos sistemas de ventilação. É, portanto, ideal para um espaço no qual procuramos alto desempenho energético, como acontece quando estamos na metodologia de casa passiva. Precisa de uma empresa para ventilação industrial? Contate a Metal Therm

Um difusor de aroma serve principalmente para difundir essências de fragrâncias específicas e contribui para a melhoria imediata do clima interno em salas fechadas. Vários modelos usam água atomizada para liberar fragrâncias no meio ambiente.

Esses dispositivos são, portanto, equipados com um tanque de água. Uma aplicação é, portanto, sempre acompanhada de umidificação. Esses produtos devem ser preenchidos com água e essências aromáticas selecionadas.

Esse processo inicia vibrações nas próprias membranas do dispositivo por meio de ultrassom. Com isso, tanto a água fria borrifada quanto os aromas usados ​​ficam no ar.

Manter o difusor é fundamental

Para explorar o potencial de um dispositivo de forma otimizada, seu uso consciente e cuidadoso deve ser o foco. No caso do difusor de aromas com reservatório de água integrado, este deve ser enchido com água e, opcionalmente, com óleo perfumado.

Depois de ligar, o difusor emerge imediatamente na sala no perfume favorito individual. Os produtos são fornecidos principalmente com uma “função temporizador”, que permite regular a intensidade da fragrância.

O tanque deve ser descalcificado e limpo regularmente. Qualquer água remanescente deve ser removida do tanque imediatamente após cada uso. Além disso, estão disponíveis inovadores difusores de fragrâncias para ambientes, cuja funcionalidade não está vinculada ao uso de água.

Nestes casos, só é necessário preencher óleos individuais. Esses modelos têm várias opções de tempo de execução e força operacional. Em princípio, os consumidores só devem comprar dispositivos que sejam explicitamente aprovados para o uso de todos os óleos perfumados convencionais.

Devido à ampla gama de opções de ajuste, os produtos são mais fáceis de usar do que lâmpadas de fragrância ou cerâmicas perfumadas.

Óleos essenciais de alta qualidade têm um efeito de promoção da saúde

Uma seleção consciente de óleos essenciais de alta qualidade deve estar em primeiro plano. Segundo estudos científicos, o uso dessas essências pode promover a saúde individual do organismo humano, o psiquismo da pessoa e seu bem-estar.

De acordo com pesquisadores da Ruhr University Bochum, fragrâncias especiais de alta qualidade para ambientes e o cheiro associado podem ter um efeito duradouro nas células cancerosas.

Consequentemente, o tópico de “fragrâncias” na medicina do câncer tem um potencial futuro distinto. De acordo com esses estudos, a pesquisa de biologia molecular confirma a eficácia da aromaterapia.

Efeito positivo apoiado por estudos científicos

Estudos realizados pelo Departamento de Fisiologia Celular da Universidade de Bochum mostram empiricamente que um componente específico do perfume violeta reduz o crescimento de células de carcinoma da próstata em culturas de células. Outros estudos documentam que o aroma de lírio do vale sintético tem uma influência significativa na direção e velocidade dos espermatozóides.

De acordo com pesquisas do instituto de anatomia da Universidade de Munique, as células da parede intestinal humana reagem imediatamente ao aroma do timol com alterações nos movimentos intestinais. Este é o principal sabor do tomilho.

O difusor de aroma 

Os difusores de aroma da Aroma Help estão agora disponíveis em três tamanhos: uma versão padrão para salas pequenas, médias e um dispositivo grande para salas correspondentemente grandes.

A versão mini para em movimento passa sem adição de água e proporciona um ar com um cheiro agradável numa pequena área, onde quer que esteja – ideal para viagens.

A tecnologia vem inovando diversas áreas dentro do mercado mundial, são inúmeras plataformas e aplicações para auxiliar empresas e pessoas. E quando falamos de um sistema de gestão para empresas, ela se torna a protagonista deste assunto. 

No entanto, a força de vontade de alguns profissionais, consegue trazer algo novo para o seu negócio. 

Portanto, hoje, vamos falar sobre os benefícios de um sistema de gestão escolar juntamente com dicas práticas para ajudar você, profissional, que trabalha na área da educação, a trazer tecnologia e inovação para o seu trabalho. 

O que é um sistema de gestão? 

Para isso, precisamos explicar primeiro o que de fato seria esse sistema. Um sistema de gestão nada mais é do que um conjunto de ferramentas online que visam a automatização e processos dentro de qualquer negócio.

Seja uma distribuidora de insufilm ou uma escola, que é o nosso foco hoje. 

Quando falamos da automatização de processos, nos referimos a oportunidade de poder fazer várias coisas ao mesmo tempo, algo que um ser humano dificilmente conseguiria fazer tão rápido e eficientemente quanto uma máquina. 

O sistema de gestão vem justamente para isso, para simplificar e realizar processos que tomariam muito tempo de um profissional o que administra uma empresa de restauração de fachadas preço, por exemplo. 

Ele consegue organizar e verificar processos relacionados a diversas áreas dentro de uma escola, como:

  • Financeiro;
  • Notas;
  • Culinária;
  • Aulas;
  • Provas;
  • Intervalos;
  • Férias;
  • Dados e outros. 

São tantas coisas que o sistema de gestão consegue organizar e verificar de uma só vez que se fossemos listar, não haveria espaço suficiente. 

Assim como a internet se tornou essencial para encontrar informações como o valor do exaustor insuflador industrial, o sistema de gestão surgiu para trazer facilidade e praticidade para a rotina dos profissionais de educação. 

Benefícios de um sistema de gestão para escolas 

Um sistema de gestão traz inúmeros benefícios para qualquer tipo de negócio, mas selecionamos alguns que mais se destacam quando falamos desse sistema integrado dentro de uma escola. Confira: 

Otimização do tempo 

Como mencionamos anteriormente, um bom sistema de gestão garante a otimização do tempo dos funcionários de uma escola, fazendo com que eles dediquem seu tempo a outros projetos também. 

Sendo assim, uma escola que fornece  cursos profissionalizantes, como mecânica ou manutenção em sistema de prevenção e combate a incêndio não precisa gastar horas verificando e organizando dados de alunos, pois o sistema de gestão já consegue fazer isso. 

Com isso, torna-se ainda mais prático organizar o que for necessário dentro da instituição sem que se gaste um longo tempo dos funcionários, tempo esse que poderá ser dedicado a outras questões.

Redução de custos  

Além disso, o sistema de gestão também fornece uma grande redução nos custos da escola, os gastos com manutenção e operação, por exemplo, já conseguem ser cortados com um sistema integrado.

Assim como um cliente que pesquisa pelo termo “Bpm software preço” deseja encontrar um produto que caiba no seu bolso, uma escola também precisa estar a par de tudo o que entra e sai da empresa para que não haja prejuízos futuros. 

Com esse sistema de gerenciamento, fica ainda mais fácil controlar toda essa parte e verificar com rapidez e eficiência todos os pontos financeiros dentro da instituição. 

Melhora a comunicação entre a escola e os alunos

Não é novidade para ninguém a diferença e a importância que a comunicação tem em qualquer empresa, e isso não sai de cenário quando falamos sobre a relação entre uma escola e seus alunos. 

Da mesma maneira que uma  fabricante de ponta de gôndola se preocupa em fornecer o melhor atendimento de forma personalizada e eficiente para as pessoas da cidade.

Uma instituição escolar precisa se atentar ao tipo de atendimento que está fornecendo aos seus alunos e responsáveis.

Com um bom sistema de gestão integrado, o atendimento e a comunicação entre eles se torna ainda mais prático. 

Os alunos e seus pais não precisam mais aguardar horas e horas para serem atendidos, pois um simples sistema consegue ajudá-los. 

Além disso, o sistema de gestão escolar também ajuda a manter um relacionamento com esses clientes e fazê-los entender a importância de cada um dentro do ambiente escolar.

Dicas para escolher o sistema de gestão para sua escola  

Dada a importância de tudo que falamos acima, por fim, separamos algumas dicas para te ajudar a selecionar um bom sistema de gestão para sua escola de acordo com o que você precisa. Confira.

Liste suas dificuldades 

Desde o início deste texto estamos abordando o quão bom é um sistema de gestão e sua praticidade na hora de resolver problemas, mas não há como um sistema de gestão fazer isso se você não souber quais problemas ele terá que resolver. 

Vamos imaginar que uma pessoa deseja ir a um despachante curitiba centro.  Se ela não listar quais os desafios de ir até o local, ela poderá passar por grandes apertos, como se perder.

Por isso, liste todos os problemas e desafios que a sua escola apresenta, pois será com base nisso que você conseguirá encontrar um sistema de gestão apto para resolver os seus problemas. 

Pesquise bastante 

Vivemos em uma era muito privilegiada por contar com a internet, e ela vem ajudando diversas pessoas ao redor do mundo a estudarem e encontrarem informações que precisam. 

Hoje, uma pessoa consegue encontrar diferentes temas, como automação pneumática industrial, por exemplo,  apenas com poucos cliques, isso mostra como a tecnologia avançou e entregou para as pessoas uma maneira ainda mais fácil de se encontrar o que precisa. 

Por esta razão, não deixe a internet e as redes sociais de lado, pesquise tudo o que precisar e esclareça suas dúvidas por meio de sites profissionais e confiáveis sobre o assunto. 

Se for necessário, entre em contato com profissionais da área ou colegas de trabalho que já possuem um sistema de gestão escolar integrado, a opinião e experiência deles também pode ajudá-lo a saber qual o melhor sistema para a sua escola. 

Planeje a implementação 

Quando se decide implantar um sistema de gestão dentro de qualquer empresa, é sabido que quase todos os funcionários terão acesso a ele e precisam saber como ele funciona. 

Por isso, planeje como irá funcionar a implementação do sistema dentro da sua escola conversando com os seus funcionários para saber o que eles acham da novidade e se todos estariam dispostos a aprender a mexer neste tipo de sistema. 

Com isso, você pode até mesmo oferecer treinamentos que não só ajudarão seus colaboradores a entender mais sobre o sistema, mas agregará valor e conhecimento na vida profissional de cada um deles. 

Qual a importância de um sistema de gestão escolar? 

Muitas pessoas se perguntam o por que instalar um sistema dentro de uma escola e como isso irá ajudar a mudar um ambiente que parece condenado a viver para sempre dentro de um sistema precário e desigual que é a educação no Brasil. 

Dentro das escolas vemos crianças e adolescentes, cada um deles pode ser o médico, o advogado, o engenheiro ou o psicólogo de amanhã. 

É necessário fornecer a eles a melhor estrutura e confiança para que os estudos não se tornem apenas uma obrigação, mas um prazer.

Implementar um sistema de gestão nas escolas vai muito além de só trazer praticidade e melhorias para os funcionários da instituição. 

Pois, é uma forma de mostrar aos alunos a importância de cada um deles e como a preocupação com o bem estar de cada um é a prioridade. 

Ele mostra que qualquer um está apto e pronto para aprender algo novo, por mais difícil que pareça, quando contamos com o esforço e pessoas dispostas a nos ajudar podemos chegar aonde quisermos. 

Um sistema de gestão traz consigo um conceito de tecnologia e inovação, o que desperta nas crianças e adolescentes a esperança de um mundo mais simples e acessível para todos. 

Dessa forma, você não cria apenas um espaço acessível para seus funcionários, mas também um ambiente de esperança e incentivo aos seus alunos. 

Considerações finais

Portanto, com as dicas acima se torna mais fácil a compreensão da importância do papel da tecnologia dentro do nosso mundo, o que certamente se estende para outras áreas importantes como a da educação. 

Para que assim, de uma forma geral, todos os profissionais da educação espalhados pelo Brasil e pelo mundo, possam reunir mais conhecimento a todo o esforço, amor e empenho que colocam em suas profissões. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Dentre tantas estratégias e áreas criadas dentro do universo digital, o marketing de serviços vem ocupando um importante espaço e mostrando seu poder e influência. 

Ele está mais presente na nossa rotina do que possamos imaginar, são diversos negócios e profissionais que se dedicam a este tipo de trabalho e conseguem ajudar outras pessoas e gerar uma boa fonte de renda. 

Por isso, hoje vamos abordar tudo sobre este assunto e o que você precisa saber para utilizá-lo de maneira eficaz para obter grandes resultados. 

O que são serviços? 

Para começo de conversa, vamos aprender o que são serviços e para o que eles servem. 

A palavra serviço é derivada da palavra servir, ou seja, é algo que você faz com a intenção de ajudar um outro alguém. 

Uma pessoa que procura por um uma empresa que faz transferencia de veiculos em campinas, procura alguém que preste este serviço da melhor maneira possível para ajudá-la a se tornar um bom profissional ou apenas saber mais sobre o assunto. 

Portanto, tudo o que envolva o tempo e o esforço de uma pessoa para com um outro alguém, pode ser considerado um serviço. 

Portanto, dentro do meio digital, existem vários, como:

  • Mentorias;
  • Consultorias;
  • Comunidades fechadas;
  • Cursos ao vivo;
  • Palestras. 

Existe muito espaço e muitas opções para que você crie um serviço e o divulgue dentro das redes sociais através do marketing de serviço. 

Marketing de serviço: o que? 

Sendo assim, quando falamos de marketing de serviços, nos referimos a um conjunto de estratégias que visam a maior e melhor divulgação deles, seja por meio das redes sociais ou não. 

Sabemos que o marketing digital é algo revolucionário e que vem mudando a realidade de diversos negócios.

Porém, muitas pessoas ainda gostam do marketing tradicional, aquele boca a boca que ainda é muito utilizado no mundo dos negócios. 

Um usuário que procura pelo serviço de Stopper pdv, pode querer realizar todo o processo de contratação via online.

Portanto, sua marca precisa se adaptar a isso caso queira aumentar os seus resultados. 

É muito importante que conheça bem o serviço e o seu público-alvo, dessa forma, fica mais simples saber como agradá-los e fidelizá-los a sua marca. 

Além disso, é importante conhecer conceitos do marketing, como os 7 P’s.

Os 7 P’s do marketing 

Os 7 P ‘s do marketing é um conjunto de 7 pilares defendidos pela área e que precisam ser estudados por qualquer pessoa que pretenda utilizar o marketing como ferramenta de trabalho e divulgação. 

Eles irão te ajudar a analisar o seu serviço de maneira mais lógica para saber o que está certo ou errado nele, confira: 

  1. Produto

Pode achar estranho falarmos sobre produto dentro de um artigo que fala sobre marketing de serviços.

No entanto, todo serviço também gera um produto que agrega valor à vida do cliente.

Se uma pessoa deseja saber sobre conexões inox sp, ela provavelmente irá comprar uma, se encontra-lá pelo preço que deseja. 

Quando se oferece um serviço, também se oferece expectativas e informações que mudarão a perspectiva daquele cliente. 

Portanto, conhecer bem o seu serviço é fundamental para que não fuja dele na hora de produzir anúncios ou campanhas para atrair mais clientes. 

  1. Preço

Alinhar um preço justo para o seu serviço é um grande desafio, isso porque é necessário avaliar tudo o que ele oferece, o esforço que dedicou a isso e como ele irá impactar a vida dos seus clientes. 

Assim como uma loja de móveis em Castanhal também possui dificuldades na hora de acertar um valor. para seus móveis.

O profissional que oferece um determinado serviço também passa por esse momento difícil, mas a solução é mais simples do que parece. 

Pesquise bastante sobre o seu serviço, olhe o que seus concorrentes oferecem, e o mais importante, ouça o seu público para saber se eles estariam dispostos a pagar o preço que você pensou, pelo seu serviço.

  1. Praça

Praça refere-se ao lugar onde o seu serviço será prestado, se será necessário alugar um espaço, usar a sua própria casa ou se ele pode ser feito a distância. 

Por exemplo, uma empresa que realiza exame de sangue gato, dificilmente poderá realizar o seu trabalho de casa, e por isso, precisará de um espaço físico para isso. 

Já um mentor, pode realizar sua mentoria de sua casa por meio de videochamadas. 

Conhecer a praça do seu serviço é extremamente importante para que não desperdice dinheiro e nem prometa algo que não conseguirá cumprir, aos seus clientes. 

  1. Promoção 

Muitas pessoas acham que o pilar de promoção está ligado a algum desconto que a empresa pode fornecer em seus serviços ou produtos, como diminuir em 50% o prensa enfardadeira preço.

Entretanto, ele vai muito além disso, a promoção diz respeito à linguagem e comunicação usada pela marca perante os seus clientes e seguidores, seja ela por meio de anúncios, campanhas ou atendimentos. 

É necessário uma comunicação direta, assertiva e humanizada, para que seus clientes se sintam à vontade com a sua marca e confiantes em adquirir o seu produto. 

  1. Processos 

Os processos são ações que devem ser definidas internamente, ou seja, entre a própria equipe da empresa, tudo para facilitar a jornada do cliente e entender o perfil de cada um deles. 

Traçar passos e processos que ajudarão sua equipe e seus clientes farão toda a diferença no final, pois ambos saberão exatamente o que fazer no caso de imprevistos ou erros. 

  1. Pessoas 

Todo tipo de negócio, venda ele serviços ou produtos, é composto por pessoas do início ao fim. 

Desde o fundador da empresa até o cliente, todos são seres humanos que precisam de um relacionamento personalizado e humanizado.

Se você encontrar dados que comprovem o aumento da procura pelo preço de um projeto eletrico completo, é porque por detrás daquele número existiram pessoas que realizaram aquela pesquisa, e se preocupar com elas é essencial para o seu negócio. 

Em um mundo onde as pessoas não se importam mais umas com as outras, fazer da sua marca um lugar e um espaço para que todos possam opinar e expressar suas ideias, com certeza será um diferencial no mercado. 

  1. Palpabilidade 

Por último, mas não menos importante, a palpabilidade, que se refere a algo mais concreto do que o serviço prestado. 

Por exemplo, um cliente não consegue pegar em suas mãos a mentoria que realizou com você.

Entretanto, quando ele encontra um perfil nas redes sociais ou um website bem organizado, ele sente que aquilo está nas palmas de suas mãos. 

Essa sensação acaba criando um vínculo ainda maior entre empresa e consumidor, o que aumenta a confiança, intimidade e segurança entre vocês. 

Marketing de produtos e serviços: qual a diferença? 

Muitas pessoas se perguntam qual a diferença entre o marketing de produtos e o marketing de serviços.

E entre tantas características que podemos citar, uma das principais é a variedade que existe entre eles. 

Enquanto um produto oferece exatamente o mesmo para todos os clientes, um serviço pode ser diferente do outro.

Isso porque quando um serviço é prestado, existem uma série de fatores que podem atrapalhar ou ajudar o profissional. 

Vamos imaginar que uma Empresa de instalação de Câmaras Frigoríficas foi realizar um determinado serviço em um restaurante e naquele mesmo dia houve uma grande tempestade, eles provavelmente irão reagendar o serviço ou realizá-lo de qualquer jeito. 

Diferente de um produto, que poderá ser entregue em seu perfeito estado independente do clima, horários, tempo ou condição. 

Lembrando que existe uma imensidão de diferenças entre produtos e serviços, mas ambos apresentam inúmeros benefícios tanto para quem os produz quanto para quem os recebe. 

Dicas para colocar o marketing de serviços em prática 

E para finalizar, selecionamos uma lista com algumas dicas para te ajudar a colocar o marketing de serviços em prática, seja você um profissional autônomo ou funcionário de uma empresa que presta serviços. 

Conteúdos de qualidade: produza-os

Por meio de conteúdos valiosos e educativos, você consegue educar seu público e provar a qualidade do seu serviço, o que atrai ainda mais clientes para o seu negócio. 

Foque nas pessoas 

Como mencionamos em um dos P’s do marketing, as pessoas são extremamente importantes para o seu negócio.

Por isso, mantenha sempre o foco e a comunicação com seus funcionários, clientes e pessoas que contribuem para a qualidade do seu serviço. 

Estabeleça metas

Um negócio sem metas é um negócio sem direção, por isso, é extremamente importante que trace os objetivos do seu negócio e onde pretende chegar para que as estratégias usadas dentro da sua empresa favoreçam essa jornada. 

Assim, o marketing de serviços será apenas um auxílio na construção do sucesso da sua marca e o aumento dos seus resultados, fazendo seu serviço se tornar uma referência no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

A hérnia abdominal é caracterizada por um abaulamento de algum órgão localizado no abdômen para fora do corpo. Geralmente, a pessoa não apresenta nenhum sintoma, mas, quando o orifício da passagem dos órgãos fica mais estreito, acontece a chamada hérnia encarcerada ou estrangulada, que pode apresentar sinais como:

  • Dor;
  • Inchaço ou caroço na região da barriga, principalmente acima ou dentro do umbigo e na virilha;
  • Vermelhidão no local;
  • Náuseas e vômitos, especialmente quando há torção dos órgãos herniados.

Esta condição tem grande potencial para se tornar grave, e deve ser tratada com cirurgia o mais rápido possível — pois há risco de a circulação de sangue para os órgãos ser interrompida, gerando inflamação, perfuração, infecção e morte das células (necrose).

Cirurgia de hérnia abdominal 

O único tratamento eficiente para a hérnia abdominal é a cirurgia, porém, quando a hérnia é pequena, ou no caso de hérnia umbilical (que ocorre em bebês), ela pode regredir sozinha. 

A cirurgia é realizada em centro cirúrgico, com anestesia local ou raquidiana, e pode ser feita com a abertura do abdômen (cirurgia convencional), por videolaparoscopia ou cirurgia robótica, em um procedimento que dura cerca de uma hora. 

O objetivo do procedimento é empurrar os órgãos para dentro do abdômen. Em seguida, a incisão é fechada com sutura. Quando os músculos da barriga estão muito enfraquecidos, pode ser necessária a colocação de uma tela para reforçar a proteção e reduzir as chances de formação de uma nova hérnia.

Riscos de recidiva da hérnia abdominal

O uso das telas é uma das principais medidas para evitar os casos de recidiva, mas, independentemente da técnica de cirurgia e do material utilizado durante a cirurgia, existe o risco do retorno da hérnia abdominal. A recidiva é mais frequente quando a cirurgia é realizada pela técnica convencional, ou seja: aberta. 

Isso ocorre porque, nela, é utilizado o próprio tecido rompido para fazer uma religação, que nada mais é que uma costura entre as partes separadas. Mas como esse tecido já está desgastado e frágil, a tendência é que ele não consiga manter a segurança dos pontos. Porém, quanto menor for a hérnia, menor o risco de recidiva.

Existem alguns fatores de risco que podem contribuir para o retorno da hérnia abdominal. São eles:

  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Infecção pós-operatória;
  • Falta de nutrientes suficientes no organismo;
  • Prática de atividades físicas intensas;
  • Cirurgias realizadas em regiões contaminadas (apendicite supurada);
  • Pegar peso acima de dez quilos nos primeiros dias após a cirurgia.  

Existe ainda a possibilidade de uma hérnia recidivada surgir a partir do orifício mínimo realizado pela laparoscopia, que não foi devidamente cicatrizado.

Com o uso da tela cirúrgica, utilizada para fortalecer a parede abdominal no local da hérnia abdominal, o risco de retorno é reduzido significativamente, assim como a dor pós-operatória.

A recuperação muitas vezes demora mais do que o paciente espera. Até mesmo as cirurgias minimamente invasivas, como a laparoscopia, requerem um repouso mínimo de quinze dias para atividades com excesso de carga, para que não ocorram fadigas desnecessárias e dores.

 

Não é possível saber se a hérnia abdominal pode voltar ou em quanto tempo isso pode ocorrer. Porém, é importante seguir as recomendações de repouso do seu médico de forma adequada. Isso contribui para uma cicatrização eficaz e diminui o risco de recidiva. 

 

 

Quando a pele passa por algum procedimento cirúrgico, inicia-se um processo vagaroso de cicatrização. É ideal evitar os raios solares, pois altera as caraterísticas da cútis por causa da irradiação, atrapalhando o processo de restauração tecidual, como por exemplo, na rinoplastia, onde as ondas solares inflamam o tecido operado causando edemas e manchas permanentes.

Sol após a cirurgia plástica

Estar atento ao tratamento desde o pré-operatório, dispõe o organismo para realização do procedimento, seja a intervenção de mamoplastia ou rinoplastia, ou qualquer outra cirurgia é necessário a preparação da melhor forma possível.

Antes da cirurgia alguns cuidados são importantes para bons resultados. É necessário seguir as recomendações: evite bebidas alcoólicas, tenha uma alimentação leve, pause o uso do tabagismo, respeite o tempo de jejum, evite se expor ao sol, beba água até o horário informado e suspenda o uso de remédios, conforme orientações médicas.

De maneira geral, o paciente deve ser orientado quanto a exposição aos raios solares após a realização do procedimento, pois sol e cirurgia plástica não combinam. É importante saber que o processo de cicatrização sofre danos se o paciente não seguir as orientações necessárias. 

Recomendações para exposição ao sol 

Depois de qualquer procedimento cirúrgico, não é aconselhado tomar sol diretamente na área operada, por no mínimo 30 dias. Essa orientação não é complicada, pois as intervenções necessitam de repouso, para que a cicatrização aconteça de forma correta. Algumas recomendações para modalidades cirúrgicas: 

  • Cirurgias moderadas no rosto – como liftings ou correções de sobrancelhas, enquanto houver manchas no rosto o sol deve ser evitado. Caso seja necessário se expor, o uso de muito protetor solar é ideal para cobrir e proteger a área operada.
  • Cirurgias complexas no rosto – para intervenções mais extensas e recuperação mais vagarosa, como a rinoplastia, plásticas na testa, queixo e outras áreas. A instrução é evitar os raios solares para evitar manchas permanentes. 
  • Cirurgias nos seios – para beneficiar o bem-estar do paciente, o ideal é seguir o período recomendado de repouso para favorecer a cicatrização do local. O sol deve ser evitado na área para não comprometer a regeneração tecidual. 
  • Cirurgias em outras áreas – independente da região como braços, panturrilha e as variedades de lipoaspiração, preservar-se de ambientes com sol é adequado para obter bons resultados no processo de cicatrização.

Dicas para proteger a cicatriz dos raios solares

Muitos cuidados no pós-operatório podem ser praticados, principalmente no verão, aspirando a proteção solar do paciente, evitando danos estéticos. Conheça algumas recomendações, como o protetor solar que deve ser aplicado de três em três horas evitando desgaste na pele.

Também é ideal ingerir no mínimo dois litros de água ao dia, pois assim é possível manter a pele hidratada, influenciando na elasticidade e jovialidade, além disso, investir em hidratantes garante a regeneração da cútis. Uma alimentação correta contribui para boa recuperação e cicatrização.

Para que o procedimento e a saúde de sua cútis se mantenham saudável é ideal a proteção contra o sol, como na rinoplastia ou em qualquer outra cirurgia, pois evita-se complicações, escurecimento da pele ou manchas permanentes. Em caso de dúvidas, realize um consulta com o médico.