Você está com dor lombar e quer saber sobre diclofenaco de quantas em quantas horas pode tomar?

Esse período depende do quadro clínico, mas por se tratar de um anti-inflamatório não esteroidal, recomenda-se que o tratamento seja o mais breve possível.

Mas nada melhor do que perguntar ao seu médico a dose correta e a frequência do uso.

Para te ajudar a responder essa e outras perguntas, reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre o diclofenaco!

Diclofenaco: para que serve?

Antes de saber sobre diclofenaco de quantas em quantas horas, para que serve esse anti-inflamatório?

Possui propriedades antitérmicas, útil no controle de febre; tem ação analgésica, ajudando a aliviar dores leves a moderadas, e atua na redução da inflamação.

O ortopedista pode indicar o diclofenaco para tratar:

  • Artrite;
  • Gota;
  • Entorses e distensões;
  • Dor no pós-operatório e pós-traumático;
  • Dores nas costas, nos ombros, no cotovelo, ou seja, problemas que afetam o sistema musculoesquelético;
  • Dores articulares.

Este medicamento é eficaz também no tratamento de infecções de ouvido, nariz e garganta, aliviar sintomas de cólicas menstruais, renais e biliares.

Diclofenaco como funciona?

A substância ativa é o diclofenaco sódico, que pertence a um grupo de medicamentos chamados anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), usados para tratamento de dor e inflamação.

O diclofenaco apresenta uma boa absorção, por consequência, tem uma ação relativamente rápida.

Ele age bloqueando os mecanismos que provocam a dor e a inflamação, e no caso de um comprimido de 50 mg, seu efeito é em torno de 20 a 30 minutos.

Em razão de se apresentar em várias formas (comprimidos, solução injetável, solução tópica, oftálmica e pomada oftálmica), tem uma vantagem em comparação com outros anti-inflamatórios não esteroidais.

Dependendo da via de administração, o tempo de ação pode ser mais lento ou prolongado.

Em condições inflamatórias pós-operatórias e pós-traumáticas, o diclofenaco alivia rapidamente tanto a dor espontânea quanto a relacionada ao movimento, diminuindo o inchaço e o edema.

Diclofenaco: de quantas em quantas horas?

Para responder a pergunta sobre diclofenaco de quantas em quantas horas, recomenda-se tomar a cada 8 horas, 3 vezes ao dia, de preferência antes das refeições e com pouco de água.

A dose inicial diária é geralmente de 100 a 150 mg, e você não deve tomar mais que 150 mg por dia.

No caso de esquecimento, espere até a hora da próxima dose, mas nunca dobre a dosagem para compensar.

Para a eficácia do tratamento, siga sempre as orientações do seu médico, respeitando os horários, as doses e a duração do tratamento.

Quem não pode tomar diclofenaco?

Se você apresentar algumas das condições listadas abaixo, deve evitar usar o diclofenaco:

  • Insuficiência hepática, renal ou cardíaca grave;
  • Úlcera no intestino ou estômago;
  • Perfuração ou sangramento no estômago ou intestino;
  • Suspeita de dengue;
  • Gravidez, principalmente nos últimos três meses;
  • Alergias com crises de rinite, urticária ou asma;
  • Menores de 14 anos;
  • Problemas no sistema gastrointestinal.

Caso o seu médico ortopedista tenha lhe indicado diclofenaco para aliviar dores nos ombros e se você se encaixar em algumas das condições acima, com certeza, ele vai encontrar um medicamento também eficaz.

Quais os efeitos adversos ao usar o diclofenaco?

Embora o diclofenaco seja considerado um medicamento seguro, assim como qualquer outro medicamento, é possível o paciente apresentar reações adversas, tais como:

  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Vertigem;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Perda de apetite;
  • Pele com descamação ou avermelhada.

São raros os casos de palpitações, dores no peito, sonolência, anemia, depressão, formigamento nas mãos e tremores.

É importante estar atento se você faz uso de outros medicamentos, a fim de não causar uma interação medicamentosa, por exemplo, corticoides, diuréticos, anticoagulantes e outros anti-inflamatórios.

Por isso, informe ao seu médico qualquer remédio que você tome de forma contínua.

E se aparecer algum problema na pele, vale a pena consultar um médico especialista em dermatologia.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose maior do que a recomendada?

No caso de você ingerir uma dose maior de diclofenaco maior do que a recomendada, avise ao seu médico ou vá até um hospital.

Alguns sinais de superdose são: vômitos, diarreia, hemorragia gastrointestinal, tontura, zumbido ou convulsões.

Já no caso de intoxicação grave, podem ocorrer insuficiência renal ou hepática.

Por isso, é importante seguir todas as orientações do seu médico.

 

Você pode gostar também: Para Que Serve O Anastrozol?

Conclusão

Sabendo agora sobre diclofenaco de quantas em quantas horas tomar, e respeitando as doses e os horários, em pouco tempo, sentirá alívio nas dores e redução da inflamação.