É comum as pessoas acreditarem que, ao fazer um procedimento de lipoaspiração, elas conseguiram emagrecer. É preciso ficar claro que a cirurgia não tem o objetivo de perda de peso, mas sim o de melhorar o contorno corporal. Sua indicação é para pacientes que estejam dentro de um peso considerado adequado e que não conseguem se livrar daquela gordurinha localizada apenas por meio de dietas ou exercícios físicos.

Por questões de segurança, há um limite de gordura que pode ser retirado a cada lipoaspiração, sendo que esse volume varia entre 5% e 7% do peso total do paciente. O exagero pode debilitar o organismo porque, junto com a gordura, há também aspiração de sangue. 

Mas por que é preciso perder alguns quilos antes da lipoaspiração? 

Porque os resultados serão melhores. Quanto mais fora do peso a pessoa estiver, mais discreto será o resultado. Certamente, em pessoas mais magras, os efeitos da lipoaspiração são mais perceptíveis.

Quando uma pessoa que está acima do peso se submete a uma lipoaspiração no abdômen, por exemplo, corre-se o risco de um desequilíbrio entre essa região, que ficará mais afinada e modelada, e as demais áreas do corpo, como braços, bochechas e pernas. Quando o emagrecimento ocorre de maneira completa, as formas ficam mais harmoniosas e bonitas. 

A lipoaspiração também não elimina a flacidez. Por isso, este é um tipo de procedimento que deve ser realizado em pacientes que apresentem boa elasticidade na pele, pois só assim, após a retirada de gordura, a pele se retrai e se acomoda na região.

Caso o paciente deseje, é possível utilizar a gordura retirada no procedimento e enxertá-la em outras partes do corpo, como nos glúteos, para aumentar o volume ou, ainda, corrigir irregularidades em outras regiões. 

Quem tem os melhores resultados?

Apesar de poder ser feita em quase todas as pessoas, mesmo em mulheres que ainda estão amamentando, os melhores resultados são atingidos em pessoas que:

  • Estão no peso certo, mas possuem alguma gordura localizada em uma área específica;
  • Estão ligeiramente acima do peso (até 5 Kg);
  • Têm excesso de peso com IMC até 30 Kg/m² e não conseguem eliminar gordura apenas com a alimentação e plano de exercício físico.

Nos casos de pessoas que possuem um IMC superior a 30 Kg/m², existe um aumento do risco de complicações deste tipo de cirurgia e, por isso, deve-se tentar emagrecer antes de fazer a lipoaspiração.

Os resultados da lipoaspiração só aparecem cerca de três meses depois da cirurgia. No primeiro mês é até possível ter uma noção do resultado, mas o corpo ainda está muito inchado. O resultado final só será visto de três a seis meses após a operação. A cicatrização completa da cirurgia só acontece depois de dois anos.

Para garantir resultados satisfatórios e duradouros, procure não oscilar de peso após a cirurgia, adote uma dieta equilibrada, pratique exercícios físicos, beba muita água e faça massagens modeladoras.

Se depois da lipoaspiração houver ganho de peso, e este for pequeno ou moderado, não há risco de perda dos resultados. Porém, se o ganho de peso for considerável, as células de gordura restantes começam a armazenar os excessos, uma vez que as células gordurosas aspiradas não voltam.

Antes de se submeter a uma cirurgia de lipoaspiração, converse com o seu médico e esclareça todas as suas dúvidas. O cirurgião deve ser de confiança e habilitado para realizar o procedimento.